Prova vinhos, Monte da Ravasqueira – 07/10/2016

Ilustres,

Eis uma prova que me deu muito gozo fazer. Os vinhos Monte da Ravasqueira vêm sendo sinónimo de qualidade crescente nos últimos anos, são de presença relativamente assídua nos meus Top10 das várias gamas de preços.

Esta prova serviu sobretudo para confirmar a forma excelente de alguns vinhos Monte da Ravasqueira, embora o melhor foi acabar por ser completamente surpreendido por garrafas até então para mim desconhecidas, e que me deixaram sem reacção por alguns instantes.

Todos os vinhos se apresentaram com qualidade excepcional, e cada um deles, na gama em que se insere, é neste momento garantidamente uma referência. É injusto realçar um vinho, mas se tiver de ser, o Monte da Ravasqueira Premium Tinto 2012 consegue fazer o mundo parar por alguns momentos. Incrível vinho tinto.

O alinhamento foi:

Monte da Ravasqueira Branco 2015  – Muito fresco no aroma, erva húmida, citrino. Corpo bem ligado, cremoso, e com notas ácidas de toranja. Boa acidez.

Monte da Ravasqueira Reserva Branco 2014 – Ligeira flor de laranjeira, ananás e baunilha. Untuoso, ligado, firme e longo. Acidez q.b.

Monte da Ravasqueira Premium Branco 2013 – Mentol ligeiro, tons citrinos e fumados. Fruta branca doce, ameixa, corpo vivo e espesso. Muita estrutura e perfil fresco. Acidez relativamente curta.

Monte da Ravasqueira Rosé 2015 – Aroma muito elegante, tons florais e também tons herbais muito ligeiros. Corpo poderoso para um rosé, incrível, ácido, vivo, longo e a deixar nuances citrinas. Acidez média.

Monte da Ravasqueira Tinto 2015 – Fruta vermelha, chocolate, simples, directo e rico ao mesmo tempo. Corpo bom, equilibrado, sóbrio e longo. Taninos rugosos e acidez fugaz.

Monte da Ravasqueira Reserva Tinto 2013 – Cedro, resina, fruta preta e chocolate. Corpo bem ligado, suave e espesso, longo e com notas finais de café. Acidez boa e taninos no ponto.

Monte da Ravasqueira, Vinha das Romãs 2013 – Aroma com presença boa de compota, ameixa passa, baunilha. Poderoso, equilibrado, firme e vivo com perfil ligeiramente áspero. Taninos e acidez no ponto.

Monte da Ravasqueira Premium Tinto 2012 – Aroma com toques vegetais, cedro e compota, ligeira erva seca. Corpo denso e cremoso, elegantíssimo e afinadíssimo. Taninos no ponto e acidez relativamente curta.

 

Saúde,
Dr. Ribeiro

Categorias: Eventos

Prova

Posts Relacionados