Vinhos Quinta do Cardo

Caríssimos,

Gama de vinhos Quinta do Cardo, provados e lidos:

  1. Quinta do Cardo, Chardonnay, Reserva Branco 2015 –> ver análise aqui
  2. Quinta do Cardo, Caladoc, Reserva Rosé 2015 –> ver análise aqui
  3. Quinta do Cardo, Touriga Nacional, Reserva Tinto 2014 –> ver análise aqui
  4. Quinta do Cardo, Vinha do Castelo, Tinta Roriz 2014 –> ver análise aqui
  5. Quinta do Cardo, Vinha Lomedo, Síria 2014 –> ver análise aqui

O portefólio Quinta do Cardo obriga-nos a fazer uma viagem até um local do país de onde saem vinhos com identidade bastante vincada. Ainda bem que nos dias que correm este tipo de viagens que certos vinhos conseguem oferecer é cada mais mais pedido e exigido pelo consumidor. Conhecer o que é diferente e desconhecido faz com que o dia termine da melhor forma. Os vinhos Quinta do Cardo conseguem oferecer-nos isso.

O rosé feito da casta Caladoc é uma experiência obrigatória em vinhos deste tipo, é espectacular. Os tintos são curiosíssimos, diferentes e únicos, mostram-nos à “lei da força” uma experiência assente em atributos e pormenores robustos e desafiantes. O Vinha Lomedo Síria 2014 é um farol para os brancos da Beira Interior, este vinho parece apontar o caminho certo para aquela região.


Sobre os vinhos Quinta do Cardo…

“A Quinta do Cardo localiza-se no Interior Norte de Portugal, na aldeia histórica de Castelo Rodrigo e pertence à região vitivinicola da Beira Interior. A propriedade tem uma área total de 180 hectares, dos quais 69 são de vinha e os restantes acolhem um extenso montado de sobro, floresta espontânea e três reservas naturais de água”.

“As vinhas da Quinta do Cardo estão certificadas em modo produção biológico desde 2009. Praticamos uma agricultura biológica, utilizando práticas agrícolas sustentáveis, que fomentam a biodiversidade e impactam positivamente o ecossistema agrícola. Desde 2014 que todos os vinhos da Quinta do Cardo são vinhos biológicos certificados”.

“As vinhas plantadas a uma cota média de 750 metros, no meio do planalto ibérico, estão protegidas pelas serras da Marofa e de Castelo Rodrigo e rodeadas pelos rios Douro, Coa e Águeda. Devido à altitude, as amplitudes térmicas são uma constante (dias quentes e noites frias) dando origem a vinhos frescos, minerais e com grande potencial de evolução”.


Fonte: quintadocardo.com

Saúde,
Dr. Ribeiro

Categorias: Produtores

Prova

Posts Relacionados