Ermelinda Freitas Petit Verdot, Reserva Tinto 2013

Meus caros,

Depois de algumas confirmações e depois de algumas surpresas, agradáveis surpresas por acaso, eis que chegou a altura de ficar um pouco “desapontado” por um vinho Ermelinda Freitas. Provavelmente desapontado é uma palavra forte, mas certo é que não coloco este Petit Verdot Reserva Tinto 2013 no mesmo patamar dos Syrah, Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional, do mesmo ano, da mesma Ermelinda Freitas.

Acho que o trabalho desta marca nos vários monocastas que nos apresenta, é algo de único, assinalável, e extremamente útil.

Útil, porque nos permite “varrer” vários monovarietais, explorar as suas características, apontar as suas diferenças, evidenciar os seus pontos fortes, tendo por base uma casa que nos tem garantido qualidade nos vinhos que produz.

Em todo o caso meus caros, o Petit Verdot Reserva 2013 não segue a mesma linha dos seus pares. É um vinho que não me surpreendeu.

Cor muito carregada e convidativa. No aroma evidencia logo fruta preta madura, amora, tons térreos com alguma trufa até. Peca na harmonia da madeira, tem baunilha presente em excesso. Corpo médio, rugoso, demasiado linear. Taninos ásperos e acidez curta.

Saúde,
Dr. Ribeiro

Categorias: Pólvoras, Vinho Tinto

Prova

Posts Relacionados