Gonçalves Faria, Especial Tonel 5, Garrafeira Tinto 1990 

Passaram quatro meses e reparei que ainda não tinha falado desta prova.

Inicialmente este tinto deu-me um pequeno susto, os primeiros minutos deram alguns sinais daquilo que parecia poder tornar-se em mais uma aventura desgraçada com vinhos velhos, algo que nessa altura estava a ser praticamente uma regra. A verdade é que no fim, este tinto acabou por fazer o “impensável”, e deu-me uma enorme alegria.

Foram quatro horas de decantação e ao fim da quarta hora acho que fiquei com este tinto na máxima limpeza e na máxima harmonia, e ele podia não ter lá chegado, muitos não chegam e até mesmo uma segunda garrafa deste vinho pode não chegar ao patamar desta, mas felizmente esta garrafa chegou alto.

A meu ver a decantação não salva nem prejudica os vinhos velhos, ela mostra o que eles na realidade são. Com alguns vinhos é sempre a descer, e se prová-los no início da decantação é difícil, passadas algumas horas é impossível. Outros vinhos mostram uma janela de tempo em que estão no melhor patamar possível para a prova, crescem, aguentam esse patamar uma ou duas horas, mas depois começam a cair. Este foi o primeiro tinto que me fez isto, demorou, mas ao fim da quarta hora chegou muito alto.

Os sítios onde é possível comprar estes vinhos mais velhos tipicamente não asseguram a qualidade das garrafas, não há trocas ou devoluções, felizmente para mim estas vieram de uma garrafeira que não trabalha os vinhos velhos como as outras, e este tinto esteve sempre lá, desde os tempos dos ascendentes da actual gestão. Isso deu-me alguma esperança para a prova, as desilusões com os vinhos velhos da garrafeira em frente estavam a ser mais que muitas.

Há um par de meses abri uma segunda garrafa deste vinho, num daqueles almoços de amigos onde se abrem coisas como esta, embora tenha sido algo surpreendente para todos, essa garrafa não estava exactamente igual a esta que serviu para este texto, é normal, nestas coisas não há duas garrafas iguais e como sempre, para mim, conta aquela que provei com calma, no meu método, aquela para a qual tive todo o tempo.

Esta garrafa de que falo é uma raridade, aliás, eu já o pude comprovar porque a segunda garrafa não estava exactamente assim… Veremos como estará a terceira. O que este vinho fez não é normal num vinho com trinta anos, é preciso cuidado com a ambição de se querer algo semelhante em vinhos com esta idade, há uma grande probabilidade de isso nunca nos acontecer.

Foi um dos sete melhores tintos que provei no último ano, algo que é de certa forma impensável para um tinto com trinta anos, vê-lo ter ainda a capacidade de lutar quase ombro a ombro com os restantes seis vinhos, todos muito mais novos que este.

Muito provavelmente este momento não será repetível, mas fica como uma espécie de compensação por todas as desilusões que tive à procura de algo parecido com isto.

Quase três horas depois de começar a decantar mostrou harmonia e à quarta hora, atingiu o máximo dessa harmonia, limpou totalmente, acalmou, integrou, os tons de cola praticamente desapareceram, ficaram apenas tons balsâmicos que nunca derivaram para zonas más, conjunto todo evoluído mas sem magoar, ainda com capacidade de desafiar e mostrar complexidade, conjunto dominado por tons terrosos, resinosos, pinhal, erva seca, tabaco. O corpo é a melhor parte deste vinho, macio, muito macio, cremoso, absolutamente cheio na estrutura, mostrou um conjunto com pendor leve, fascinante, com tudo no mesmo nível e em muito bom nível, tudo homogéneo, periferia rugosa com ajuda de taninos excepcionais que deram detalhe à prova, não lhe posso pedir mais, sem erros, sem evoluções danosas, mostrou ainda corpo completo na estrutura e mostrou-se especial no jogo único da sua textura, o contraste entre a maciez ao centro e a periferia rugosa, não pareceu ter 30 anos, tinha uma juventude rara. Acidez muito boa, taninos melhores, excepcionais, final longo e muito certo a confirmar um grande tinto.

Ficha Técnica 1990: indisponível


Saúde,
Dr. Ribeiro

Prova

  • 8.5/10
    Aroma - 8.5/10
  • 9.5/10
    Corpo - 9.5/10
  • 9.5/10
    Acidez, Taninos, Final - 9.5/10
  • 9.5/10
    Análise Geral - 9.5/10
9.3/10

Suporte para avaliação

10 – Magnífico
9 – Excelente
8 – Muito Bom
7 – Acima da Média
6 – Bom
5 – Razoável
4 – Aceitável
3 – Básico

Sending
User Review
0/10 (0 votes)

Posts Relacionados