Herdade dos Grous, 23 Barricas, Tinto 2018

2018 foi um ano terrível para alguns produtores, com tragédias e desafios ímpares, amplamente publicitados nas televisões, jornais e revistas. As perdas de uvas em algumas regiões foram anormais e significativas, mas de certa forma, o único parêmetro que se viu discutido foi a quantidade, de certa forma todos procuraram fugir ao tema qualidade e à sua relação com aquilo que aconteceu em 2018. É normal que o façam.

A qualidade quando falada é sempre para cima, nunca para baixo. É normal.

É difícil para quem está no final da cadeia de vida de um vinho dizer o quanto ele sofreu com o ano 2018, ou se sofreu sequer. O consumidor que compra e prova, não tem visibilidade se determinado vinho que lhe chega teve interferências negativas na vinha, ou na adega. Certo é que o portefólio da Herdade dos Grous  não costuma oscilar muito. É fácil ver isso.

Mas este vinho oscilou, e oscilou face aos últimos 23 Barricas que fui provando, e oscilou face ao Moon Harvested de 2018 que provei há bem pouco tempo. Aliás, a diferença comportamental deste 23 Barricas 2018 para o Moon Harvested 2018  é abismal.

Se foi do ano, se foi de outra coisa qualquer, acho que nunca saberei. Facto é que até hoje não tinha encontrado um vinho que tenha mostrado o impacto negativo desse negro ano de 2018, e se foi um ano assim tão terrível, mais tarde ou mais cedo isso era algo que eu teria de ver. Talvez tenha sido este o primeiro vinho a mostrar-mo.

Aroma dominado pela Touriga Nacional e por componentes florais, fundo marcado pela barrica com tons adocicados, algum cedro e alguma tosta, conjunto que uma aura esquisita, com forte presença alcoólica apesar deste tinto ter apenas 14% de álcool. Corpo com perfil leve, muito leve aliás, conjunto a tentar puxar à elegância, conjunto bem amplo ajudado por uma grande acidez que alarga o vinho em boca, algum nervo de fundo dado por toques herbáceos e florais que resultam num amargor incómodo, textura fluida, centro de boca médio, harmonia não conseguida e irremediavelmente ferida pelo amargor e pelo nervo de fundo. Acidez muito boa mas acima de tudo o resto, taninos bons, final longo mas difícil.


Castas: Touriga Nacional e Syrah

Ficha Técnica 2018: indisponível

Vinhos Herdade dos Grous: https://www.herdade-dos-grous.com/pt/home.html


Saúde,
Dr. Ribeiro

Categorias: Pólvoras, Vinho Tinto

Prova

  • 6.5/10
    Aroma - 6.5/10
  • 5.8/10
    Corpo - 5.75/10
  • 6.3/10
    Acidez, Taninos, Final - 6.25/10
  • 6/10
    Análise Geral - 6/10
6.1/10

Suporte para avaliação

10 – Magnífico
9 – Excelente
8 – Muito Bom
7 – Acima da Média
6 – Bom
5 – Razoável
4 – Aceitável
3 – Básico

Sending
User Review
0/10 (0 votes)

Posts Relacionados